Queda no arrecadamento do ICMS preocupa municípios do planalto norte

A interrupção das atividades econômicas e os crescentes gastos com o combate à pandemia do novo coronavírus (Covid-19) podem provocar consequências sérias para a economia do planalto norte.

É o que apontam as medições do ICMS, a região contemplada pela Amplanorte terá menos 19,04%, em média comparativa com o mesmo mês do ano passado, para custear os gastos públicos. Os dados são lançados diariamente pela Federação Catarinense dos Municípios (FECAM), em seu site, quando informou os seguintes índices provisórios:

 

COMPARAÇÃO ICMS ACUMULADO MUNICÍPIOS DA AMPLANORTE EM ABRIL (15 dias do mês)

Município

Abr/19

Abr/20

Diferença

Variação %

Bela Vista do Toldo

 R$                      297.280,59

 R$                       240.750,37

 R$                                    56.530,22

-19,02%

Canoinhas

 R$                  1.463.125,96

 R$                    1.153.993,92

 R$                                 309.132,04

-21,13%

Irineópolis

 R$                      410.124,05

 R$                       349.801,20

 R$                                    60.322,85

-14,71%

Itaiópolis

 R$                      958.748,11

 R$                       771.880,46

 R$                                 186.867,65

-19,49%

Mafra

 R$                  1.611.526,23

 R$                    1.295.526,92

 R$                                 315.999,31

-19,61%

Major Vieira

 R$                      375.947,01

 R$                       320.511,00

 R$                                    55.436,01

-14,75%

Monte Castelo

 R$                      261.292,78

 R$                       203.836,42

 R$                                    57.456,36

-21,99%

Papanduva

 R$                      648.187,56

 R$                       512.650,95

 R$                                 135.536,61

-20,91%

Porto União

 R$                      611.343,03

 R$                       494.611,54

 R$                                 116.731,49

-19,09%

Três Barras

 R$                  1.465.485,74

 R$                    1.176.862,14

 R$                                 288.623,60

-19,69%

         
     

Media

-19,04%

 

Influência na economia 

O momento atual evidencia incerteza econômica, e exige medidas de controle dos gastos públicos. Segundo as projeções divulgadas nesta terça, o Fundo Monetário Internacional (FMI) prevê uma retração global da economia para 2020.

Para o FMI, o evento será a pior recessão global desde a crise de 1929, podendo gerar uma perda cumulativa de US$ 9 trilhões. A economia mundial deve cair 3% em 2020 e crescer 5,8% em 2021. Para o Brasil, o fundo espera um crescimento de 2,9%, a partir do próximo ano.

Para saber mais sobre os eventos e ações que acontecem na associação dos municípios do Planalto Norte, continue acompanhando as mídias sociais da Amplanorte.

Comentários