Menu:


Ao Vivo

Links Úteis

Nossa Audiência


Estatísticas:

Total de visitas: 298561
Visitas hoje: 2


TRANSPOSIÇÃO DO RIO SÃO FRANCISCO

Suspeitos de desviar milhões da transposição são presos


RádioA Polícia Federal prendeu na sexta-feira (11) quatro pessoas, suspeitas de desviar R$ 200 milhões da construção dos canais que devem levar água do Rio São Francisco para o sertão do Nordeste. Cento e cinquenta policiais federais participam da operação, que acontece em oito estados e no Distrito Federal. São 32 mandados judiciais: 24 de busca e apreensão, quatro de condução coercitiva, e quatro de prisão. A obra começou em 2007, deveria ter acabado há três anos, mas o cronograma atrasou. O orçamento que era de R$ 4,5 bilhões agora já passa dos R$ 8 bilhões. O projeto pretende levar a água do rio para beneficiar 12 milhões de pessoas em quase 400 cidades de Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte e Ceará. Os contratos investigados são de R$ 680 milhões. A Polícia Federal disse que empresários do consórcio OAS/Galvão/Barbosa Melo e Coesa utilizaram empresas de fachada para desviar cerca de R$ 200 milhões do dinheiro público destinado à transposição. De acordo com a Polícia Federal, essas empresas de fachada estariam em nome do doleiro Alberto Youssef, do lobista Adir Assad, presos durante a Operação Lava Jato, que investiga desvio e lavagem de dinheiro da Petrobras. A OAS e a Galvão Engenharia não quiseram falar sobre a operação. O Jornal Hoje não conseguiu contato com a Coesa, nem com a Barbosa Melo.

Fonte: Globo


Ver todas as notícias