Menu:


Ao Vivo

Links Úteis

Nossa Audiência


Estatísticas:

Total de visitas: 298576
Visitas hoje: 17


Chuvas em Santa Catarina

Temporal de terça-feira (02/09) causou estragos em todo o estado


RádioTemporais vindos da Argentina e do Rio Grande do Sul já passaram pelas regiões Oeste, Sul e Grande Florianópolis no fim da tarde e início da noite desta terça-feira. A intensidade das pancadas, acompanhadas de descargas elétricas e ventos acima de 70km/h, provocaram destelhamentos, quedas de muros e paredes e alagamentos por toda Santa Catarina. Nesta terça-feira, a tempestade durou cerca de três horas, mas causou danos pontuais em cidades do Estado inteiro. Segundo a Defesa Civil estadual, as regiões mais afetadas são o Litoral e o Planalto, que inclui partes do Oeste, Serra e Norte. As cidades mais atingidas foram Anita Garibaldi, Santa Cecília, São Cristóvão do Sul, Caçador e Fraiburgo. A Defesa Civil registrou ainda ocorrência de granizo em Fraiburgo. Em Mafra, a chuva com granizo destelhou mais de 40 casas e deixou parte da cidade sem energia. Secretário da pasta, Rodrigo Moratelli explica que os dados são repassados pelas próprias prefeituras e, por isso, o detalhamento dos danos poderá ser ampliado nos próximos dias. Os municípios entram em contato com a Defesa Civil estadual quando não conseguem lidar sozinhos com o problema. Então, é provável que tenham sido registrados pequenos incidentes em diversas cidades. Em Joinville, uma árvore atingiu duas casas na tarde desta terça-feira. Um dos cômodos de uma das residências foi interditado pela Defesa Civil. O temporal durou cerca de três horas no município. Em Florianópolis, foram registradas quedas de árvores na Rua General Vieira da Rosa, no Centro, na Avenida dos Búzios, em Jurerê Internacional, e no Morro da Lagoa. Por volta das 13h20min, o Oeste já registrava alagamentos em decorrência das chuvas. Também houve ocorrência de granizo. Em Chapecó, até as 16h30, foram atendidas 15 ocorrências de destelhamentos, alagamentos e quedas de árvore pelo Corpo de Bombeiros. Em Xanxerê, seis casas foram destelhadas. As primeiras ligações feitas aos bombeiros foram às 14h30. Em Caçador, no Meio-Oeste, também houve destelhamentos e árvores arrancadas. Os locais mais afetados da cidade foram o Centro e os bairros da saída da cidade, sentido Lebon Régis. O vendaval da tarde desta terça-feira na Serra de SC descobriu algumas casas, derrubou árvores e até um semáforo em duas cidades da região. Não há feridos, desalojados ou desabrigados. Em Lages, onde as rajadas chegaram a 70 km/h, um semáforo localizado na Avenida Dom Pedro II, no bairro Universitário, dobrou ao meio, mas foi recolocado no lugar cerca de meia hora depois. A Defesa Civil contabiliza destelhamentos parciais em cerca de 10 residências em toda a cidade de 160 mil habitantes. Monitoramento do Ciram/Epagri aponta que choveu 61 milímetros em Lages em 24 horas, mas não há alagamentos. O Rio Carahá, que corta a cidade e normalmente transborda quando chove muito, está com o nível normal. Já em São Joaquim, com 25 mil moradores, também houve alguns problemas. Segundo o Corpo de Bombeiros, oito casas ficaram parcialmente descobertas e quatro árvores caíram em diferentes pontos da cidade.

Fonte: Diário Catarinense


Ver todas as notícias