Menu:


Ao Vivo

Links Úteis

Nossa Audiência


Estatísticas:

Total de visitas: 298780
Visitas hoje: 47


Protesto contra violência no trânsito é realizado por ciclistas em Florianópolis

Uma bicicleta fantasma será pendurada próximo à rótula da Praça Santos Dumont


RádioCiclistas das associações Bike Anjo Floripa e ViaCiclo (Associação dos Ciclousuários da Grande Florianópolis) e estudantes fazem na manhã desta quinta-feira uma manifestação em respeito à vida. A morte da estudante Lylyan Karlinski Gomes, que pedalava próxima a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), foi um dos estopins do movimento. A ciclista morreu na segunda-feira, dia 1º, atropelada por um ônibus, em um local próximo à rótula da Praça Santos Dumont, no bairro Trindade.

Por volta das 8h20min os manifestantes fecharam a rótula da UFSC. Ciclistas circulam de bicicleta pelo local, enquanto estudantes caminham com flores brancas e cartazes. O movimento é silencioso e o que se ouve é apenas o som das campanhias das bicicletas.

Ciclistas e estudantes largaram as bicicletas, se deram as mãos e fizeram um minuto de silêncio em homenagem à morte da estudante.

Por volta das 8h45min, o trânsito de veículos no local foi liberado e os estudantes e ciclistas ficaram no canteiro central. A bicicleta fantasma, pintada de branco, será pendurada em um poste do canteiro da rótula. O objeto - de ação da ViaciClo - é como um memorial a um ciclista, um protesto permanente, além de representar também a violência no trânsito de um modo geral. Esta será a sétima bicicleta pendurada na cidade.

Ainda pela manhã o grupo pretende ir até a garagem da empresa Insular exigindo punição ao motorista. Eles pedem que os motoristas passem por reeducação de trânsito para aprender a conviver com os ciclistas da cidade.

— A intenção é chamar a atenção. A sociedade precisa participar porque isso não foi acidente — disse Daniel Costa, presidente da ViaCiclo.

>> Acidente expõe fragilidade do sistema cicloviário de Florianópolis

O inquérito para a investigação do acidente da estudante Lylyan foi instaurado nesta terça-feira. O delegado Otávio César Lima, da 5ª Delegacia de Polícia.

A jovem estudava Oceanografia e estava indo de bicicleta para o campus de Florianópolis por volta das 8h20min de segunda-feira quando foi ocorreu o acidente com o ônibus — o local não tem ciclovia nem ciclofaixa.

O que é a bicicleta fantasma

A bicicleta é pintada de branco e pendurada, como um memorial a um ciclista e um protesto permanente. Mas o presidente da ViaCiclo - que promove a ação em Florianópolis -, Daniel de Araújo Costa, complementa que a bicicleta fantasma representa também a violência no trânsito de um modo geral e é um pedido constante pelo bom senso e respeito nas vias das cidades. A iniciativa, adotada em vários países, teve início nos Estados Unidos, em 2003.

FONTE:.clicrbs.com.br/sc/geral/noticia/2013


Ver todas as notícias