SANTA CATARINA EMITE ALERTA SOBRE VACINAÇÃO CONTRA FEBRE AMARELA

01/02/2019

A Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (Dive/SC), vinculada à Superintendência de Vigilância em Saúde da Secretaria de Estado da Saúde (SUV/SES), emitiu um alerta na tarde desta quinta-feira reforçando a importância da vacinação contra a febre amarela.

O pedido orienta as equipes regionais e municipais de saúde a intensificarem as ações de vigilância da doença. Além disso, o alerta também ressalta que todos os moradores do Estado, com idade superior a 9 meses de idade, devem procurar um posto de saúde para tomar a vacina contra a doença. Idosos com mais de 60 anos devem procurar orientação médica.

A preocupação se dá por que na última terça-feira, a Secretaria da Saúde do Paraná (Sesa) confirmou o primeiro caso de febre amarela no Estado. Um jovem, de 21 anos, que não havia tomado a vacina, contraiu a doença. Antes disso, as autoridades locais já haviam notificado a morte de dois macacos pelo vírus da febre amarela. Os animais foram encontrados em Antonina, no litoral do Paraná.

A chance é de que, como já está circulando no Estado vizinho, o vírus pode chegar até Santa Catarina, explica o gerente de zoonoses da DIVE/SC, João Fuck.

Desde o segundo semestre de 2018, após recomendação do Ministério da Saúde (MS), toda Santa Catarina tornou-se Área com Recomendação de Vacinação (ACRV) para febre amarela, antes apenas 162 municípios já integravam a área. Com a ampliação, os moradores de todos os 295 municípios catarinenses precisam estar imunizados contra a doença, que pode matar.

A vacinação contra a febre amarela ainda está abaixo do esperado em Santa Catarina. Desde setembro do ano passado, quando foi iniciada a ampliação da vacinação no Estado, até o dia 15 de janeiro deste ano, apenas 10,6% da população catarinense que deveria se vacinar procurou os postos de saúde. Nas quatro primeiras etapas de ampliação, 216.905 pessoas das 2.046.324 que deveriam tomar a vacina foram imunizadas

Ampliação da vacinação

Para facilitar o acesso da população às doses, a ampliação da vacinação está ocorrendo de forma gradativa, em seis etapas. A ampliação começou em setembro de 2018, nos municípios do norte do Estado, e agora chegou aos municípios da Grande Florianópolis. Nas cidades catarinenses em que a ação de ampliação estiver ocorrendo, a vacina contra a febre amarela será oferecida nas unidades de saúde. Nos demais municípios, a vacinação vai continuar ocorrendo nas unidades de referência.

A ampliação será encerrada no próximo mês, quando serão contemplados os municípios do Litoral Sul e Sul do Estado. Conforme Maria Teresa Agostini, diretora da DIVE/SC, mesmo após o término da ampliação, todos os 295 municípios catarinenses vão continuar oferecendo as doses contra a febre amarela nas unidades de saúde. Este ano, Santa Catarina já recebeu 500 mil doses. Portanto, não há falta de doses da vacina.

Fonte: NSC / Foto: Salmo Duarte

0 Comentários

Adicione um comentário

Aplicativos


 Locutor Ao vivo


Peça Sua Música

Nome:
E-mail:
Seu Pedido:


Top 5

01.

Gusttavo Lima

Cem Mil

02.

Zé Neto e Cristiano

Estado Decadente

03.

Bruno e Marrone Part. Jorge e Mateus

Surto De Amor

04.

Lauana Prado

Cobaia

05.

Marília Mendonça

Bem Pior Que Eu

Anunciantes